>>> sobre

Há quem aproveite os dedos para contar números. No caso de Mário C. Brum, os dedos são utilizados para contar as estórias que imagina.

Mário C. Brum escreve curtas ou longas-metragens em corpo de poema, que combinam metafísica, reologia e urbanismo, num ambiente simultaneamente surreal e de feira.

Ah, convém acrescentar que Mário C. Brum é o pseudónimo literário de Pedro Luís Vieira (Lisboa, 1981).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: